#ABIAFALA... ATAQUES DE ANSIEDADE.

Tinha 10 anos quando tive o meu primeiro ataque de ansiedade. Lembro-me desse dia como se tivesse sido ontem. Lembro-me de estar assustada, ...

Tinha 10 anos quando tive o meu primeiro ataque de ansiedade. Lembro-me desse dia como se tivesse sido ontem. Lembro-me de estar assustada, de não saber o que se estava a passar, de não compreender o que estava a sentir. Lembro-me de estar mal disposta, de ter frio e logo a seguir calor. Lembro-me de não conseguir respirar, falar, ver ou ouvir em perfeitas condições. Além disso tudo, lembro-me de ninguém saber o que é que eu tinha.

Cinco anos depois estou aqui para falar convosco sobre o assunto porque, embora minimamente comum, ainda é algo desconhecido e poucas são as pessoas que vemos falar sobre isso. Acho que nós, bloggers, youtubers, o que seja, acabamos por ter um pouco a função de falar sobre estes assuntos e de torná-los maiores na internet, de maneira a partilharmos experiências, ideias, conhecimento e conselhos.


Antes de começar a falar mais do tema, acho importante referir que nem todos os ataques de ansiedade são iguais ou têm o mesmo tipo de causa. Já falei com pessoas que sentiram ataques exatamente iguais aos meus, tal como já vi terem ataques diferentes. Tal como também já vi confundirem um ataque de ansiedade com uma quebra de tensão.

É por coisas como estas que devemos saber nem que seja o mínimo sobre os assuntos: para que possamos ajudar-mo-nos e aos outros corretamente, uma vez que pode acontecer a qualquer um. A frequência e a intensidade destes ataques também varia, havendo inclusive pessoas que necessitam de recorrer à medicação para controlar a sua ocorrência.

O que causa um ataque de ansiedade? 
Os ataques de ansiedade, também referidos como ataques de pânico, são causados pela libertação excessiva de adrenalina, uma hormona libertada pelas glândulas supra-renais; a libertação dessa hormona em grandes quantidades estimula o coração, elevando a tensão arterial, podendo causar um desmaio.

Tal como já referi, os ataques de ansiedade podem ser causados por várias situações e razões diferentes, desde o efeito secundário de uma medicação ao simples medo de falhar.

Quais os sintomas mais frequentes num ataque de ansiedade? 
Os sintomas de um ataque de ansiedade são muitos e variados, desde a sensação de sufoco aos suores frios podem ser muitas as sensações pelas quais passamos durante um ataque. Deixo como exemplo, para além das duas acima mencionadas, as seguintes: instabilidade ou desmaio, palpitações, dor de estômago, formigueiro, dores no peito.

O que fazer perante um ataque de ansiedade?
A minha experiência diz-me que a melhor maneira de controlar o ataque é controlando a respiração.

Uns meses depois do meu primeiro ataque, um médico disse-me, de uma maneira muito divertida e descontraída, "não te preocupes que não vais morrer disto" e deu-me um truque para controlar o próximo ataque que acontecesse: sentada, devia dobrar as pernas e colocar a cabeça entre os joelhos, fechando os olhos e esforçando-me para controlar a minha respiração, inspirando e expirando fundo e lentamente.

Um bom truque para sabermos controlar a nossa respiração é, por mais absurdo que pareça, treinando com alguns gifs que vemos na internet. É óbvio que num ataque de ansiedade ninguém se vai lembrar de pesquisar pela imagem, mas ter treinado antes ou ter um amigo ou familiar que nos mostre a imagem e nos tente acalmar pode ser uma grande ajuda.


You Might Also Like

2 comentários

  1. Eu tenho ataque de ansiedade pelo menos 1 vez por semana :c são momentos aterrorizantes, em que eu preciso ficar num canto tentando me acalmar e silenciar a minha mente.

    O método de controlar a respiração até que ajuda em ataques mais leves.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente, nunca tive ataques assim tão graves e o método de controlar a respiração tem funcionado comigo. Espero do fundo do coração que os teus venham a melhorar com o tempo.

      Obrigada pela visita e pelo comentário. Um beijinho!

      Eliminar

O teu comentário é bastante importante para o crescimento do Bookaholic e para que eu saiba o que achas dos conteúdos e o que posso melhorar.

Por favor, deixa também o link do teu blogue quando fizeres um comentário, de maneira a que eu possa também visitá-lo. Não te esqueças também de preencher a opção 'Notificar-me', para que possas saber assim que eu responder.

Muito obrigada pela tua vista!